sexta-feira, 4 de fevereiro de 2011

Inesquecível...O seu carinho.

Há algum tempo atrás quem poderia imaginar que aconteceria.
Você parecia tão forte, que suportaria qualquer problema.
Sua presença era tão constante e tão pacifica.
Que tentar admitir que você se foi, é uma batalha constante.
No qual ninguém espera que seja vencida.

Carinho foi sua marca.
Onde quer que fosse, enchia a todos de alegria e carinho.
Sempre recebia a todos com sorrisos.
Abria o portão e esperava três beijos no rosto, dois num lado e um no outro.
E depois um abraço.
Eram as regras.
Mas era carinho.

Com um cafezinho e jogo de vôlei da tv, ficávamos conversando.
E então acontecia, você dormia sentada.
O que tornava a situação engraçada.
E então quando você conversava sobre sua vida e sobre o vovô.
Eles, (meus tios) a interrompiam fazendo piada.
Você ficava brava, mas no fundo, eu sabia que não ligava.
E depois das brincadeiras, de conversar com a minha mãe e com meu pai.
Despedia-se esperando no portão, até o carro virar a esquina.
Era carinho.

Em uma das semanas de cada mês, era dia de banco.
E o ponto de encontro, era o ponto que a senhora descia em frente a loja.
Para em seguida atravessar em direção ao local de pagamento.
Às vezes ficava preocupada, até mesmo brava quando eu me atrasava.
Mas não era proposital.
Depois disso tudo, vinha o almoço.
Sempre ás onze em ponto.
E então, era churrasco e fanta uva sua bebida preferida.
E na hora de ir embora, você pagava.
Minha mãe dizia que a senhora adorava fazer isso.
Era o carinho.

E nos aniversários e festas.
Sua lasanha e a sua tradicional salada de maionese hummm.
Eram famosas.
Ninguém recusava.
E então, você se divertia no meio daquelas brincadeiras doidas.
Mas estávamos felizes.
Então você não se importava.
Depois vinha os doces, mas ninguém conseguia comer.
Afinal, a senhora não economizava nenhum ingrediente.
Eram suas receitas com amor e carinho.

Outros dias, outros passeios.
De shopping até a cidade.
Jóias eram os seus mimos.
E quando parava para descansar.
Era lanche de Mc’donalds.

Até que chegou o momento de descansar.
E você partiu.
Deixando para trás muito dor e tristeza.
Misturadas a lágrimas.
Mas de uma coisa sempre vou ter certeza.
Que você nos acompanha onde quer que esteja.
E que vamos carregar o seu carinho por toda a vida.
O carinho que será lembrado sempre.
Por que foi o carinho e o amor que nos uniu e nos ensinou a ser feliz.
O seu amor e o seu carinho.


                                               

Poema escrito por Jessica,especialmente para o Projeto Bloínquês,para a 24ª Edição Poemas.

2 recadinhos:

Lohane disse...

Meu blog também é super recente mas é como o seu, feito com muito carinho ! E quando fazemos com carinho tudo funciona! Boa sorte com o poema! tô seguindo, se quiser retribuir: http://dropdeamor.blogspot.com

. pamela moreno santiago disse...

Tem o selo oficial aqui pra você : http://cerezaambulante.blogspot.com/p/selos.html
Só seguir as 2 pequenas regras. Obrigada *--*

Postar um comentário

 

Blog Template by YummyLolly.com